fbpx
Comentários
    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no linkedin

    As mudanças na Gestão de Pessoas contemporânea

    Manter-se no mercado é algo desafiador. Isso prevê que há constante uma atualização sobre o modelo de negócios e, consequentemente, atualização das estratégias que oferecem diferenciais aos clientes e aumentam a vantagem competitiva da organização.

    Logo, destaca-se novamente a importância da gestão de pessoas como um diferencial competitivo, uma vez que investir em pessoas é investir na propria empresa, em seu capital humano.

    Tudo isso porque uma das áreas mais afetadas pelas mudanças do mundo contemporâneo é a Administração de Recursos Humanos (ARH). As organizações passam a entender que as pessoas que nela trabalham são essenciais para os negócios e sua visão estratégica.

    Desta forma, o termo ARH se modificou através dos tempos, dando lugar à Gestão de Pessoas, proporcionando uma nova visão em relação às pessoas que atuam na empresa, tratando-as como parceiras de negócios (CHIAVENATO, 2014).

    Ao discorrer sobre a diferença entre as palavras recursos humanos e capital humano, por exemplo, entende-se que para além do recurso material, as pessoas são valores, e em tal sentido merecem investimento.

    Tal prática de investimento continuado nos indivíduos da organização motiva os colaboradores, aumentando a produtividade. Logo, trata-se de uma visão diferenciada acerca do modelo de negócio, atendendo à realidade de mercado atual, ou seja, do mundo atual.

    Neste contexto, o crescimento do porte das organizações e o incremento da sua complexidade estrutural, associados à aceleração do ritmo das mudanças ambientais, têm exigido uma maior capacidade de formular e programar estratégias que possibilitem superar os crescentes desafios de mercado e atingir os seus objetivos tanto de curto como de médio e longo prazo.

    Com este pensamento, Oliveira (2002) assevera que o planejamento estratégico vai além dos setores individualizados, abarca em seu bojo toda a empresa. Esta abrangência colabora para um ambiente harmônico, o que corresponde a um conjunto de sistemas interdependentes, que conjuntamente formam uma unidade empresarial na busca dos objetivos da empresa.

    Para que ocorra a execução da estratégia é necessário que todas as pessoas que façam parte da organização estejam comprometidas, desde o presidente até a base da estrutura organizacional, fazendo com que haja intenso engajamento, consenso, conhecimentos, informação, motivação, comprometimento e liderança (CHIAVENATO e SAPIRO, 2009).

    Gil (2001, p.60) ressalta que

    a gestão de pessoas passa a assumir um papel de liderança para ajudar a alcançar a excelência organizacional necessária para enfrentar desafios competitivos, tais como a globalização, a utilização de novas tecnologias e a gestão do capital intelectual.

    (GIL, 2001, p. 60)

    Assim, a gestão de pessoas baseia-se em três aspectos fundamentais: as pessoas como seres humanos; as pessoas como ativadores inteligentes de recursos organizacionais e as pessoas como parceiras da organização.

    Gostou do texto? Então, conte com a equipe do Meu Orientador para lhe ajudar com tudo, desde a escolha do seu tema até a sua apresentação e ajustes pós-banca. Nossa equipe ajuda centenas de alunos todos os anos, seja um deles você também. Se precisar de mais dicas, dê uma passada no nosso blog, tenho certeza que você vai gostar bastante!

    Um grande abraço da Equipe Meu Orientador.

    Algumas postagens deste blog são fragmentos extraídos de Pesquisas Acadêmicas Personalizadas desenvolvidas pela Meu Orientador de acordo com os seus Termos e Condições. Direitos autorais integrais transmitidos, reprodução autorizada, conforme Lei nº 9.610 (Lei dos Direitos Autorais)

    newsletter

    Top Posts

    Ajuda com o trabalho da Facul?

    Fale agora com um de

    nossos especialistas e tenha

    a sua Pesquisa Acadêmica

    inédita e livre de plágios!

    Mais Artigos

    A importância do brincar na educação infantil
    Carlos R. Barbosa

    A importância do brincar na educação infantil

    Brincar é natural para qualquer criança, uma caixa se torna um forte-apache; e um pano uma toalha velha a capa de um super-herói. Este processo de brincar é tão importante, que através dele os pequenos são obrigados a aprender a raciocinar e lidar com os ambientes que mais estimam e conhecem.

    Leia mais »
    Imunidade Tributário e Isenção Tributária
    Carlos R. Barbosa

    Imunidade e Isenção Tributária

    É importante para um jurisconsulto saber distinguir entre conceitos tênues. Assim, faz-se necessário ter uma cisão clara da construção do pensamento e para quais rumos a doutrina e jurisprudência da Nação tem seguido. Através de um método dedutivo-indutivo, persegue-se no presente estudo evidenciar e conceituar os institutos da Imunidade Tributária

    Leia mais »

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *